Se você está acostumado ao som alto no carro durante o seu percurso, fique atento. Desde o dia 21 de outubro de 2016, agentes de trânsito estão autorizados a multar motoristas que exageram no volume. Desta vez, mesmo sem o equipamento que mede decibéis, a infração pode ser aplicada se o som puder ser ouvido do lado de fora do veículo.

Isso mesmo, parece brincadeira ou pegadinha, mas não é! Som alto no carro que dê para ser ouvido de fora do veículo agora é multa de trânsito.

A portaria 624 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina a autuação do condutor que for pego com som automotivo audível pelo lado externo do veículo, com volume ou frequência que perturbe o sossego público. Som alto no carro, só se quiser correr riscos mesmo.

A previsão de multa por excesso de som não é nova, mas o flagrante só cabia quando o volume de decibéis ultrapassava o limite. Havia uma certa dificuldade em aplicar a punição porque nem sempre a equipe de fiscalização que se deparava com o exagero no som portava o equipamento de medição, o decibelímetro. Por isso, essa nova aplicação do som alto no carro entrou em vigor.

Além dos cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), porque a infração é considerada grave, o condutor que exagerar no volume terá de pagar R$ 127,69. Isso se o flagrante for ainda neste mês, porque com o reajuste do no valor das multas, passará a ser de R$ 195,23 a partir de 1º de novembro.

A medida faz exceção ao som de buzinas, alarmes, sinalizadores de marcha a ré, sirenes pelo motor e demais componentes obrigatórios do próprio veículo.

Também não estão incluídos na decisão os veículos prestadores de serviço com emissão sonora de publicidade, divulgação, entretenimento e comunicação, desde que estejam autorizados. Fique ligado! 😉

O Contran também decidiu que veículos que fazem transporte de presos só vão poder ligar as sirenes em caso de emergência.

Vale muito prestar atenção a essa nova regra para evitar que multas desse tipo sejam aplicadas. Som alto no carro que dê para ser ouvido do lado de fora nunca mais! 🙂

E aí? O que achou desse post! Você que é motorista também é nosso cliente. Nós nos preocupamos com você.


18 Comments

DARIO ATOS · 10 de dezembro de 2016 at 21:34

“COMO FICA O CAPITULO DA AUTUAÇÃO” NO CODIGO DE TRANSITO BRASILEIRO QUE DIZ EM UM DOS SEUS REQUISITOS IMPRESCINDIVEIS QUE SÓ PODEM AUTUAR COM COMPROVAÇÃO TECNICA? AQUI ENVOLVE AS AUTUACÕES COM OOS EQUIPAMENTOS: DECIBELIMETRO….MEDIDOR DE TRANSMITANCIA LUMINOSA…..RADAR ….E O ETILÔMETRO.
AQUI FICA MAIS UMA CONTRADIÇÃO NA LEGISLAÇÃO DO C.T.B. QUE PARA UM APARELHO (DECIBELIMETRO) É ISENTO PARA REALIZAR A AUTUAÇÃO E PARA OUTRAS AUTUAÇÕES PECISA DE COMPROVAÇÃO TECNICA…O SER HUMANO NÃO ATESTA E NÃO É MAQUINA AFERIDA PELO INMETRO E NÃO PODE SER HOMOLOGADO PELO DEATRAN!!!!! E AGORA???? ISSO VAI DAR MUITA CONFUSÃO E RECURSOS!!!!

Vitima do Estado · 5 de dezembro de 2016 at 22:07

Gente não esquenta o esquema é o seguinte quem quer muito não quer nada, Tomou uma multa abusiva e ditatorial como esta, não paga e passe a cometer todos os tipos de inflações possivél e se livre de pagar o ipva, quando eles notarem que o numero na arrecadação do ipva dpvat caiu demasiadamente eles vão rever as ações da industria da multa o nome disto é assalto legalizado pelo estado de direito, Meu carro é todo legalizado mas a hora que me derem uma multa desonesta desta eu não pago mais nada e passo a pagar o café dos amigos entende, Garanto que vai sair muito mas barato.

NILTON LESSA · 30 de novembro de 2016 at 19:34

ACHEI ÓTIMO, AGORA DEVERIA TAMBÉM PROIBIR OS BAILES FUNKS, AÍ FICARIA MELHOR AINDA KKKKKK

Ronei · 3 de novembro de 2016 at 00:15

Boa noite gostaria que você revisto esse artigo realmente tem alguns que são exagerado mais deveria ter horário para esse tipo de inflação

NUNO · 2 de novembro de 2016 at 22:29

ESSA RESOLUÇÃO VEIO E SEJA BEM VINDA, POIS ISSO ME INCOMODAVA MUITO. AGORA QUANTO AOS RADARES DE RUA DEVERIAM NOS RESPEITAR SE A VIA E DE 60 KM ACHO UM ABUSO COLOCAREM RADARES DE 50 KM , TA ERRADO. ISSO DEVERIA SER CORRIGIDO. ISSO É ARMADILHA.

luiz · 2 de novembro de 2016 at 21:41

essa do som alto, até que eu gostei !!!! rsrsrsrsrs.

Hugo Machado · 2 de novembro de 2016 at 14:21

absurdo!!!!
se o governo não tem competencia de honrar com suas dividas tem que ficar inventando artigos para multar o trabalhador..

CRISTIANO · 2 de novembro de 2016 at 12:38

infelizmente o carro parece ser do governo, só estão alugado por nos! tanta coisas pra eles verem e querem ficar ainda mais milionários as custas da sociedade. LADRÕES !!!

Alex sandro · 2 de novembro de 2016 at 12:23

Suas palhaçadas tanto farol de dia .quanto ao som .quer dizer que vou ter que ouvir minhas músicas com fone de ouvido Porq para ouvir do lado externo do veículo não precisa estar tão alto.resumindo país estar precisando de dinheiro e mais uma vez só povo que pega por isso

luiz · 2 de novembro de 2016 at 00:38

boa noite e eu tiver um som muito potente no carro mas desligado ?
exemplo:modulo caixa selada corneta

meu e-mail luizs2dayana@hotmail.com

Flávio · 1 de novembro de 2016 at 22:48

Olá! Essa tradução da lei está completa? Pois há pessoas de vários segmentos explorando a lei para a devida interpretação. Por exemplo: desde que não perturbe o sossego público, ou seja, deve ter uma denuncia para o agente multar, não?! E não de ele ouvir o som externo ao carro e multar como bem desejar. Se multas chegam aos veículos sem mesmo estar no local infracionário, imagine essa lei… A dificuldade de se provar que não tem som no carro? Mais uma manobra para arrecadar recursos para um Estado falido.

leonardo · 1 de novembro de 2016 at 22:36

a queles carros de propaganda politica como vai ser feito /.???

Mawell · 1 de novembro de 2016 at 20:41

Acho ótimo. Deveria valer também pra esses cidadãos mal educados que param o carro, abrem a mala e obrigam todos a ouvir o lixo musical que eles gostam.

Wander · 1 de novembro de 2016 at 20:17

Concordo com a multa em som de mala por ser um som muito alto que pode incomodar outas pessoas, mas com o som ambiente, em seu veiculo, acho que ai já é uma forma de conseguir dinheiro nas costas dos trabalhadores.

rubens · 1 de novembro de 2016 at 19:59

já estava na hora, pois quem tem equipamento potente em carros e utilitários, tem para se exibir e provocar, pois é realmente impossível aguentar o volume que muitos deixam, geralmente estão com os vidros fechados e o som exagerado nas carrocerias.
Tem que multar e prender mesmo, só assim será capaz de notar que perturba o sossego alheio alem da falta de educação(coisa que papai e mamãe não foi capaz de dar) e não foi capaz de aprender na escola. para quem anda na linha e respeita as leis é humilhante, principalmente quando procura chamar a atenção de alguem que esta provocando com altos e potentes sons(barulhos, sons infernais, sem nexo, mal gosto…) principalmente nos horários de sono de pessoas de bem e cumpridoras das leis e deveres.

ALAILSON DE LIMA SOUZA · 1 de novembro de 2016 at 19:42

Boa Tarde!
Muito pertinente a postagem pois muitos não estão ligadfos nas mudanças.
Grato!
Alailson Lima

    brbid · 14 de novembro de 2016 at 17:19

    Opa, obrigada! 🙂

elcio · 1 de novembro de 2016 at 19:38

Absurdo e abusiva essa decisão. Mantiveram os carros de som ,porque quando chega em época de eleição desses pilantras os carros passam perturbando a população e não serão multados. Canalhice.

Comments are closed.