brbid

Dicas sobre investimento em leilão de imóveis

O assunto de hoje agrada muita gente: leilão de imóveis! Sempre ouvimos por aí sobre o interesse das pessoas em saber mais sobre esse tipo de mercado. Muitas vezes as perguntas são as mesmas, tipo: Vale a pena comprar em leilão de imóveis? Como está o bem? É difícil o processo de transferência de propriedade? É possível mudar-se imediatamente após a compra? São realmente imóveis mais baratos?

Quando falamos em leilão, sempre surge aquela dúvida se vai valer a pena o risco. Aliás, essa palavra não é atoa. Antes de arriscar qualquer coisa, informe-se. Porque aí não será mais um risco e sim um bom negócio! Pense nisso.

E é pra isso que estamos aqui, para informá-los da melhor maneira possível.

Ao participar de um leilão de imóveis, você deve ficar atento a algumas coisas antes de dar o seu lance. Para investir em um imóvel de leilão é necessário checar principalmente as referências do imóvel, a situação perante à justiça e o estado de conservação do bem.

Vale lembrar que no termo do leilão você vai encontrar todas as informações importantes referentes ao leilão da sua escolha. Também estará disponível, na página do lote, todas as descrições do imóvel escolhido por você. É fundamental a sua leitura sobre tudo que concerne o bem. Não tenha dores de cabeça depois! 😉 Essa é a dica chave.

Bem, depois desse primeiro passo, o saber que você precisa ler e pesquisar tudo sobre o lote escolhido, gostaríamos de falar sobre os preços dos imóveis. Você pode, com certeza, encontrar pechinchas no leilão de imóveis, com aquela perfeita relação custo/benefício. Mas, precisa ter em mente que grande parte dos imóveis leiloados são retomada de proprietários inadimplentes, então, isso pode ter algum tipo de consequência.

Vale verificar se o imóvel possui alguma pendência judicial e, caso tenha, a transferência de propriedade pode ser que fique mais lenta. Se o imóvel for para habitação, é importante saber que o processo de mudança não irá acontecer de forma rápida, ou seja, não será comprado em um dia e habitado no outro.

Os gastos vão além do lance ofertado por você. Esteja ciente que existem outras cobranças, como: as taxas administrativas e do leiloeiro, deverão ser pagos o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Intervivos) e a taxa de registro (RGI) e, como já falamos acima, preços muito baixos podem significar pendências judiciais, isso é: situação irregular ou bem inacabado.

Como já avisamos aqui: Pesquise TUDO! Vale um trabalho anterior, do que problemas financeiros ou estresses posteriores.

Veja se o leilão de imóveis é judicial, se for, preste atenção em alguns detalhes que podem fazer a diferença mais tarde: Verifique se a execução é definitiva. Se não for, o antigo proprietário pode conseguir um recurso na Justiça e você ficará sem a carta de arrematação. Outro ponto importante, certifique-se de que o imóvel já não foi arrematado em outro leilão. Ah, veja se o lote não consiste em ser o único imóvel da família, constituindo-se assim um bem impenhorável e preste atenção se a penhora está devidamente registrada no documento de matrícula do imóvel.

Outra dica importante: Visite o imóvel e tire todas as dúvidas necessárias. Leia tudo sobre o leilão, todos os seus direitos e deveres.

Em leilões os pagamentos são feitos a vista, veja tudo sobre as formas de pagamento e saiba quais são os procedimentos que deverão ser tomados.

Evite surpresas inesperadas e desagradáveis. Comprar em leilão de imóveis é um excelente negócio! Siga os nossos passos e fique muito feliz com a sua compra.

Veja outras dicas de leilões que damos aqui no blog e informe-se cada vez mais.

Por: brbid

One thought on “Dicas sobre investimento em leilão de imóveis

Comments are closed.